14.12.12

Real Beleza

Sobre o Bem Nutridas, na barra lateral do blog eu escrevi o texto abaixo:



Eu penso que desde que estejamos satisfeitos e por consequência felizes, não importa como somos fisicamente.

Se você não está feliz com sua atual (momentânea?) situação, cabe a você a mudança. E é sobre isso que eu falo aqui no blog.

Ser magra não é sinônimo de beleza, como ser gorda também não.

O que é a beleza?
Segundo a Wikipedia beleza é uma experiência, um processo cognitivo ou mental, ou ainda, espiritual, relacionada à percepção de elementos que agradam de forma singular aquele que a experimenta. Suas formas são inúmeras, e a ciência ainda tenta dar uma explicação para o processo.

Acho que é isso mesmo, a beleza está realmente nos olhos de quem a vê.

Mas porque estou desfiando esse assunto? Isso tudo para falar de uma campanha que ocorreu entre 2004 e 2005 da Dove que falava sobre a Real Beleza.

O blog Alfa Comunicação, comentou o assunto: 

"Como resultado esperado, a campanha gerou uma série de divulgações, polêmicas, comentários e debates na imprensa. A mídia espontânea gerada pela campanha pôde ser alcançada em grande parte, devido a ousadia de desafiar o idílico, constantemente explorado pelos publicitários.
Um pesquisa de comportamento encomendada pela Dove, realizada em 10 países com três mil mulheres. Segundo a pesquisa, somente 2% das mulheres pesquisadas se auto definem como sendo bonitas, 75% das mulheres definem sua beleza como sendo mediana e 50% entendem que seu peso esta acima do ideal."

Para a campanha foram feitos três vídeos que sintetizaram bem o que a campanha demonstrou:

Esse primeiro vídeos mostra meninas bem jovens com problemas de confiança. Triste saber que crianças se preocupam com coisas que poderiam deixar bem para depois, ou até mesmo nunca se preocupar com isso.


Vídeo postado por Nathalia Grun


No segundo vídeo, mais despretensioso, mostra mulheres num dia de sol na praia, aproveitando e nada mais, nada de vergonha, se amando do jeito que são:

                                                                                      Vídeo postado por Nalva Alves


E o último vídeo, é o mais interessante, mostra como mulheres são transformadas com a ajuda da maquiagem e photoshop. A conclusão que se chega é: a garota da capa de revista não existe.


                                                                                   Vídeo postado por Amelinha Camargo


Temos que buscar estar bem, nos cuidar, sermos saudáveis, só não precisamos tentar alcançar o que as revistas de moda nos colocam, é praticamente impossível. 

Se você está gorda ou magra demais e não é feliz, tente fazer o seu máximo para emagrecer ou engordar, mas não ultrapasse limites, cada corpo reage de uma forma.

E lembre-se: "Você é o agente transformador em sua vida"

Até a próxima!

7 comments:

Amanda
É verdade que esse tipo de pensamento seria o ideal.
Mas sabemos que isso na prática é muito diferente,simplesmente não funciona.
A beleza das revistas e cinema ,vai sempre ser mais valorizada,emquanto isso as pessoas que não atigem esses padrões enfrentam críticas quase que diárias.
Acredite eu sei do que estou falando.
Não se pode ver apenas 1 lado da história... temos que saber o outro lado também: http://www.youtube.com/watch?v=kpXInB9aV7A
Beleza acredito que esteja dentro de cada um de nos. O pensamento que esta descrito no post seria ideal. Porem vivemos num mundo onde aparência é o que importa.
A obesidade é uma doença grave, não é questão de estética ser magra, é questão de saúde!!!!
Percebo que os comentários não são tão democráticos assim.
Sabe, confesso que quando li o título, a primeira reação foi ficar na defensiva e pensar: mais um texto que irá descer o pau em mulheres muito magras. Mas devo confessar que me surpreendi e amei o que escreveu. Sabe, eu sempre fui abaixo do peso. Sou desde os meus 6/7 anos de idade. Passei a adolescência interia brigando com a balança e desde o início do ano desisti de engordar. Entrei para a RA, faço exercícios físicos, mas pela primeira vez na vida, não foi a balança ou opnião dos outros que comandaram minha decisão e sim a minha vontade de me cuidar.
Concordo pelanemnte com o que disse. Beleza não é questão de ser gordinha ou magrinha. Claro que estar muito acima ou muito abaixo do peso pode ser prejudicial à saúde, mas ainda acredito que a decisão de emagrecer ou de engordar deve ser da pessoa para o próprio bem e não para agradar aos outros. E nem todo mundo que tem sobrepeso é obeso mórbido. As pessoas confundem "estar gordinha" com estar obesa. E se a pessoa que está obesa quer continuar assim, é decisaão dele(a) e deve ser respeitada.
Bj
A questão tratada não é falar apenas de saúde, e sim falar sobre o "mal" principal que atormenta milhares de pessoas: a autoestima. O post não fala sobre a obesidade. Nem sempre ser magro é sinal de saúde. Há pessoas magras e gordas com alimentação ruim, assim como há o magrinho e o gordinho que comem coisas saudáveis. Se formos falar de saúde, cada um sabe o que cabe melhor para si, assim como todos possuem inteligência o suficiente para ter conhecimento sobre as consequências.
Adorei o seu post, fala realmente sobre os dois lados da moeda. Não valoriza apenas um lado e desvaloriza outro.
Pena que certas pessoas comentam apenas para defender seu ponto de vista e ser totalmente contra outro, dando como justificativa "a saúde".
Todos sabemos que as pessoas não se importam com a saúde alheia. O único fato que faz uma pessoa defender um lado e ser contra outro, é puramente estético.

Postar um comentário

Muito obrigada por comentar! Adoro receber sua visita! ^_^

E-mail: rosamaria.mbs@gmail.com
Facebook e twitter: rosacroft