7.9.11

Conversa da Boa



Para inaugurar nosso espaço "Conversa da boa", convidei uma pessoa super simpática, para dividir conosco suas experiências no mundo plus size: A Adriana Branco!

A Adriana é um ex-gordinha que, recolheu toda sua coragem e fez uma cirurgia para mudar sua condição. No caso dela, já apresentava dores nos ossos, e ela estava bem pesadinha.

Resolvi conversar com ela, para que assim quem tiver dúvidas sobre a cirurgia, poder por meio de sua experiência, ter alguma idéia de como é.

Deixa eu parar de falar, e segue nosso bate-papo.

Seu nome? Adriana

Trabalha com o que? Atendimento o público

O que gosta de fazer nas horas vagas? Curto meu filho, gosto de ler, amo viajar, passear, curtir minha casa e cozinhar.

Sua briga com a balança vem desde quando? Desde que era criança.

Já sofreu qualquer tipo de discriminação por ser gordinha? Muitas vezes. As pessoas falam que não, mas discriminação existe o tempo todo.

Quais dietas já fez? Acredito que todas que tive conhecimento em minha vida, sem falar nos remédios “milagrosos”.

Teve algum resultado? Inicialmente sim, os primeiros meses eram tudo de bom, mas depois voltava  tudo e dobrado.

Já sofreu algum problema de saúde, por causa do peso? Meus ossos estavam muito “sacrificados”, doíam muito, tudo por causa do peso.

O que foi determinante para se decidir operar? Quando atingi 130 kg, nessa fase dietas já não adiantam, remédios me deixavam altamente nervosa, roupas não servem mais, e auto-estima zero.

Adriana em um tempo que ficou para trás
Quanto pesava antes da cirurgia? Fui com 140 kg para a mesa de cirurgia.


Qual foi a reação da sua família e amigos? Só contei uma semana antes, não quis deixar ninguém preocupado.

Todos apoiaram? Sim.

Qual o nome do procedimento que fez?  Chama-se fobi-cabella. é uma técnica que coloca um anel de silicone na entrada do estômago.

 O médico? Dr. Mauricio Bravim (meu anjo da guarda).

Pode contar resumidamente, como foi o processo da decisão pela operação, até o pós-operatório? Quando decidi fazer a cirurgia, procurei algumas pessoas que já tinham  feito (isso é fundamental), escolhi o médico, fiz os exames, em três meses estava operada.
 o pós operatório foi mais complicado, muito mais complicado, sentia vontade de comer e não podia mais, fiz terapia, passei muito mal até aprender a comer novamente. Costumo dizer que minha vida é “ac/dc” (antes e depois da cirurgia). São diversas fases a se vencer, mas o resultado é compensador.

Tem quanto tempo que fez a cirurgia? 4 anos.

Você pensa em fazer ou já fez cirurgia plástica? Só fiz a abdominoplastia, não penso em fazer mais.

Quanto pesa agora? 74 kg.

Teve alguma coisa de ruim? Sim, algumas coisas, mas na vida tudo tem um preço né?

Aconselharia a cirurgia para qual tipo de gordinho? Acho que a cirurgia deve ser a última cartada na vida de uma pessoa, somente no caso de obesidade mórbida, e quando já tiverem esgotadas todas as outras tentativas. Tem que se pensar muito, analisar prós e contras, conversar com quem já fez e ter um acompanhamento psicológico.

  
Hoje: Poderosa e Saudável

Como se sente hoje? Sou a pessoa mais feliz do mundo, me sinto viva, renasci, auto-estima 1000. Tudo mudou, vivo uma nova vida.

Você acha que a idéia do blog é válida? Claro, uma excelente idéia, temos que compartilhar tudo na vida, principalmente as coisas boas, parabéns pela sua iniciativa, fiquei feliz em contribuir com seu blog.

Contatos da Dri
Facebook:  dricampello@hotmail.com (Adriana Branco Campello Coelho)

Amei o bate-papo!
Dri, muito obrigada por dividir sua experiência com a galera do Bem Nutridas. 

1 comments:

Acho que esse vai ser o próximo passo da minha vida.
Ele ficou fabulosa, não mais do que já era.
Digo fabulosa por ter tido coragem e determinação. A entrevista foi de bastante utilidade.
Parabéns pra vcs!

Rita

Postar um comentário

Muito obrigada por comentar! Adoro receber sua visita! ^_^

E-mail: rosamaria.mbs@gmail.com
Facebook e twitter: rosacroft